Home Forum Casos de Estudo (PT) Módulo 4 – Caso de Estudo – Isto é juntar-se à sociedade ou misturar-se com ela

Stai visualizzando 1 post (di 1 totali)
  • Autore
    Post
  • #632
    admin
    Amministratore del forum

    Pode descarregar o caso de estudo aqui.

    Conceitos e competências introduzidos
    ● Empatia
    ● Ultrapassar dificuldades
    ● Compreender as diferenças

    Situação e Exercício
    Esta é uma história verídica de Ash Dinçman que sofre de paralisia cerebral.
    Na quinta-feira, 11 de outubro de 2012, junto com a minha mãe, Suzan e Sezen, fui almoçar ao meu restaurante de almôndegas favorito num centro comercial. Uma jovem e sorridente empregada de mesa, nos seus 20 anos, tinha começado a trabalhar. Quando nos sentamos, ela trouxe-nos quatro conjuntos de talheres. Mas quando estava a colocar os talheres à minha frente, ela olhou para a minha mãe e disse “Ela vai usar os talheres, não vai?”. A minha mãe, como habitual, disse “Asli consegue comer com o garfo. Eu ajudo-a com aqueles que ela não conseguir pegar.” Quando a jovem foi buscar os menus para nós escolhermos o que comer, eu estava segura que ela iria trazer três menus e não estava enganada. Ela colocou um em frente de cada um dos outros. Fiz contacto visual com a empregada: “Posso ter também um menu?” disse-lhe. Eu sentia-a a observar-me enquanto eu olhava para as páginas e as folheava com os meus movimentos únicos. Mesmo as páginas que eu não conseguia virar, ela vinha sorridente e ajudava-me. Segundo a minha mãe, as três senhoras sentadas na mesa ao lado estavam a observar-me a comer num estado de admiração. Passado um bocado, quando a minha mãe olhou para elas com um sorriso, elas viraram a cara em vez de dizerem “Bom apetite”. Estava tão ocupada com a minha comida tão feliz, que nem reparei nelas.
    Enquanto estava a comer o meu jantar, fiquei perturbada pelo facto de não haver fotografias de Atatürk (o fundador da República Turca) nas paredes. Antes de ir embora, quis transmitir à gerência e à empregada de mesa sobre esta falha. A minha mãe converteu-a da minha linguagem espástica numa forma compreensível. “Certamente, tem toda a razão, vou transmitir isso à gerência”, respondeu a empregada.
    Ref: http://blog.milliyet.com.tr/toplumun-engellilerle-ilgili-onyargili-algi-ve-davranis-bicimleri-nasil-asilir-/Blog/?BlogNo=383364

    Atividade: Debate
    Agora que foi apresentado este caso, tente refletir no que aconteceu no enquadramento das competências de Inteligência Emocional adquiridas por si através do PeerCare.
    ● Como preferia agir se fosse a empregada de mesa?
    ● Como se comportaria se fosse a mãe ou o cuidador?
    ● Como agiria se fosse uma das pessoas que estavam sentadas nas mesas à volta deles?
    ● Qual é a perspetiva da empregada de mesa no que diz respeito a paralisia cerebral?
    ● Pensa que a comunidade global acredita que a incapacidade física está associada à incapacidade mental? Como é que o exemplo dado demonstra a perceção face à incapacidade?
    ● Qual é o principal problema do exemplo apresentado? Como cuidador/a, o que acha que deve ser feito quando esse tipo de situações acontecem?

Stai visualizzando 1 post (di 1 totali)
  • Devi essere connesso per rispondere a questo topic.